Jornalismo Digital: 6 apostas para o setor

Blog, Notícias 19 de maio de 2022

Por Paula Moraes

Certamente, em algum momento você já ouviu falar em jornalismo

Mas, e em jornalismo digital? 

Desde os anos 2000, a internet se tornou parte do nosso dia a dia, proporcionando um mercado de trabalho com muitas transformações.

Dessa forma, surgiu o jornalismo digital, praticado através da internet. 

Ou seja, por sites, blogs e redes sociais, fazendo com que as informações sejam veiculadas em questão de minutos.

Todos os dias as marcas precisam de profissionais para desenvolver conteúdos relevantes, capazes de vender seus produtos e serviços por meio da comunicação.

O que deixa a profissão repleta de oportunidades. 

Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é jornalismo digital

Conhecido ainda como jornalismo online, ciberjornalismo e até webjornalismo, o jornalismo digital é praticado na internet.

Só que com uma forma e características próprias e completamente diferentes do modelo tradicional.

Portanto, ele não se limita apenas ao digital ou à transposição de conteúdos, por exemplo. 

Quando um jornalista atua em ambientes digitais, ele precisa pensar e trabalhar diferente das mídias impressas, junto a novos recursos para contar histórias e criar narrativas.

Além disso, as matérias podem ser de áudio, vídeo, hiperlinks, galeria de imagens e muito mais.

Principais desafios do jornalismo digital

Levando em consideração a atualidade, não vivemos apenas de transformações e inovações, mas também de políticas sociais e ambientais.

Ou seja, o jornalismo deve se comunicar de uma forma geral com base em todas as ferramentas possíveis visando atingir o máximo possível de pessoas. 

Porém, infelizmente os desafios existem, e entre eles estão:

  • Fake News;
  • Pandemia de covid-19 (atualmente):
  • Excesso de velocidade das informações;
  • Falta de profissionais qualificados
  • Mercado competitivo;
  • Convergência midiática;
  • Pouco reconhecimento da profissão e profissional.

6 apostas para o jornalismo digital

O imediatismo define muito bem o jornalismo digital.

Pelo fato da utilização de portais da internet e redes sociais online como fonte de compartilhamento das notícias e matérias relevantes do dia a dia com o público. 

Não é difícil encontrarmos páginas e perfis de jornais e revistas nas redes sociais.

A seguir, conheça as 6 apostas para o jornalismo digital:

#1 Jornalismo orientado para fatos e explicações

Toda produção de notícias é realizada com base em investigações de fatos e explicações. 

Assim, o jornalista consegue identificar possíveis brechas, falhas ou conexões que possam ser apurados com mais profundidade. 

Toda essa análise faz com que as pautas virem notícia, onde tudo se torna fundamento para o desenvolvimento da notícia.

#2 Assinatura digital 

A assinatura digital é uma tecnologia utilizada para identificar documentos eletrônicos como arquivos em PDF. 

Utiliza chaves criptográficas de certificados digitais a fim de identificar os signatários, proteger informações e conferir validades jurídicas. 

Jornalistas passaram a saber o que é assinatura eletrônica e utilizar a ferramenta a favor de evitar as fake news. Isso porque ela consegue autenticar e aprovar documentos.

#3 Notícias neutras e com limites para “liberdade de expressão”

Uma notícia neutra é aquela que não tem valor positivo ou negativo, ou seja não afeta nenhum lado da história. 

Isso deu mais voz para a liberdade de expressão, conhecida por dar direito ao indivíduo emitir suas ideias ou expressar opiniões sem que haja interferências ou retaliações políticas.

#4 Inteligência artificial

Juntos, o jornalismo e a inteligência artificial são capazes de detectar informações estranhas!

Além de analisar planilhas, variações de temperatura e ainda personalizar a página de portais.

Isso para um artigo ou notícia que seja publicado automaticamente em determinado dia e horário.

Sendo de grande ajuda para melhorar ainda mais o trabalho desses profissionais.

Veja também: REALIDADE VIRTUAL CHEGARÁ ÀS REPORTAGENS JORNALÍSTICAS.

#5 Jornalismo em campo e cara a cara

Responsável por pesquisar a informação apresentada em vários meios de comunicação, trazendo às pessoas as últimas notícias. 

Nesse caso vão a campo ou seja mostram o dia a dia em cidades , como retratar o Pantanal, por exemplo.

Já o cara a cara é a parte das entrevistas e conversas com as pessoas ao redor, tudo para que a notícia fique ainda mais próxima dos leitores e telespectadores.

#6 Conteúdos em formato de áudio e vídeo

Em uma era completamente digital, quem aposta em conteúdos de áudio e vídeo, está consolidando mais um recurso para cativar o público. 

Os jornalistas ganham espaço nas redes, relacionamento com quem acessa as páginas e principalmente com as melhorias no marketing digital.

Pudemos perceber que o jornalismo digital vive em constante reconstrução e por isso, quem quer seguir nessa área deve se reinventar. 

Lembrando que o mercado também vem passando por fases de transições nos meios de comunicação.

Se identificou com o jornalismo digital? 

Compartilhe com seus amigos essas informações. 

Aproveite e fique ainda mais informado com as matérias incríveis e relevantes do InformaMídia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *