Há 35 anos ASSOHONDA vem atuando nos bastidores e contribuindo para a evolução do mercado de motocicletas

Assohonda 3 de dezembro de 2014

35

Maior Associação do Setor Distribuição de Veículos do País se mantém há mais de três décadas agindo com o principal propósito de fortalecer a marca Honda por meio de sua representatividade

Há 35 anos foi fundada a ASSOHONDA – Associação Brasileira de Distribuidores Honda – para representar e defender os interesses consolidados das concessionárias Associadas perante a Moto Honda da Amazônia Ltda. e entidades ligadas ao setor: FENABRAVE, SINCODIV, ABRACICLO, SINDIMOTOS, DENATRAN entre outras, visando o fortalecimento e maior representatividade da marca.

No Brasil, a marca Honda detém 81% de todas as motocicletas emplacadas no país. Das 791 revendas existentes na Rede HONDA, 739 são associadas à Entidade e isto significa um percentual altamente expressivo, pois a adesão não é compulsória e sim espontânea. Esses números fazem com que a ASSOHONDA seja a maior Associação de Marca do Setor de Veículos do País.

O suporte da Associação auxilia o proprietário das concessionárias e seus gestores a lidar com os altos e baixos do setor, aproveitando as boas safras e estando a postos para defender e prepará-los para superar as dificuldades.

Com o passar do tempo, mostrar que a comercialização de motocicletas tem muito a contribuir com a sociedade, tornou-se mais uma das funções da ASSOHONDA. “A motocicleta é um produto com dezenas de aspectos positivos. Não podemos deixar que condutores mal treinados ou não habilitados, ou mesmo a situação de ruas e estradas, que apresentam péssimas condições, ofusquem o que essa invenção tem de bom para as pessoas e para a sociedade. Temos que ter consciência de que esses pontos devem ser trabalhados para a melhoria do trânsito em geral”, defende Clemente Sartório, presidente da ASSOHONDA.

As motocicletas são a principal ferramenta de trabalho de algumas profissões, como a de motoboy e a de moto táxi, que empregam milhares de trabalhadores nas grandes e pequenas cidades. Até mesmo no campo, mais especificamente nos pastos, elas vêm substituindo as bicicletas e cavalos para juntar os rebanhos.

Porém, o seu uso ainda é permeado por diversos preconceitos. Como associação, um dos deveres da ASSOHONDA é divulgar as ações de melhoria e segurança no trânsito, realizadas pelas concessionárias para seus clientes e comunidade. Outro dever é incentivá-las a manter essa prática e, até mesmo, ajudá-las financeiramente no investimento de campanhas e treinamentos de pilotagem com segurança.

“O DNA de uma associação é melhorar as condições de trabalho para seus associados e contribuir com o mercado em que está inserida. Esta é uma das missões da ASSOHONDA”, afirma Fernando Medeiros, diretor executivo.

A motocicleta hoje é mais do que um item de consumo, é uma peça chave para a economia brasileira. Apoiar o associado e ajudar na conscientização da sociedade agora são premissas da ASSOHONDA, que vem evoluindo de acordo com o mercado e se adequando às necessidades da sociedade moderna.

Sobre a ASSOHONDA:

A Assohonda é dirigida por concessionários voluntários, representantes das várias regiões do País, eleitos a partir de processos eletivos e democráticos, para constituir os Órgãos Associativos: Conselho Nacional, Diretoria Executiva, Presidência dos NOAs e Conselhos Arbitrais.

A base associativa está estruturada regionalmente para representar as concessionárias Associadas em todo o território nacional, por meio dos NOAs – Núcleos Operacionais Assohonda – que detêm autonomia e caixa próprio para promover ações regionais e cooperar de maneira integrada com o crescimento de toda a Rede.

A Entidade conta ainda com uma equipe de profissionais, sediados em São Paulo, para prestar o atendimento e realizar os serviços em prol da Rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>