Como aliar o Design Thinking com as estratégias de marketing?

Blog, Notícias 11 de janeiro de 2022
Businesspeople working in finance and accounting Analyze financial graph budget and planning for future in office room.

Por Paula Moraes

A área do marketing, por si só, já envolve criatividade e novas ideias. 

Entretanto, a rotina dentro das empresas nem sempre permite que a inovação impere e o setor pode ficar preso a fazer mais do mesmo. 

Isso pode mudar com abordagem do Design Thinking. E ele pode ajudar o empreendedor a exercitar a mente.

Essa forma de pensar pode gerar resultados incríveis, se você estiver disposto a abrir a mente para a inovação. 

Vamos lá?

O que é o Design Thinking?

O design thinking se caracteriza como uma forma diferente de pensar. 

A abordagem começa pelo conceito de “pensar fora da caixa”, mas vai além. 

Na teoria, design thinking é utilizar o pensamento estratégico de um designer na criação de soluções inovadoras, independente da área de atuação.

Na prática, esse conceito é aplicado dentro das empresas pensando na experiência do cliente, visualizando possíveis problemas e provocando maneiras criativas de resolvê-los.

Entretanto, o design thinking não é uma fórmula para resolver problemas, até porque isso iria contra a própria criatividade proposta pela ideia. 

Mas sim, uma maneira de pensar, que ajuda as pessoas a ter insights criativos para solucionar problemas.

Fases de implementação do Design Thinking

Bom, mas se o design thinking não é uma fórmula estática, como aplicá-lo? 

Existem algumas fases de implementação que podem ser seguidas, mas o mais importante é manter a mente aberta para soluções que podem vir de diferentes lados.

E, muitas vezes, de onde você menos espera!

#1 Imersão

Para explicar essa fase, vamos imaginar a seguinte situação: seus colaboradores costumam se ausentar com frequência devido a problemas com imunidade baixa. 

E, em vez de entender a causa e tentar resolver, você apenas sofre com as consequências dessas ausências.

Uma solução criativa para essa ideia seria incentivá-los a buscar hábitos mais saudáveis.

Como a realização de exercícios físicos, a elaboração de campanhas para lembrá-los de beber água regularmente etc.

No design thinking a fase de imersão consiste justamente em olhar para o problema como um todo e analisar todas as frentes que o influenciam. 

Então mãos à obra: analise a opinião dos seus colaboradores, realize a análise SWOT do seu negócio e vá mapeando tudo ao redor do problema em questão.

#2 Ideação

A ideação é um grande brainstorming. 

Todos os setores devem estar envolvidos nessa fase, pois o design thinking valoriza a comunicação fluida entre as equipes.

Diferentes pontos de vista podem ajudar a enxergar o problema de forma inovadora e gerar insights valiosos.

#3 Definição e Desenvolvimento

Este é o momento de selecionar as melhores ideias, fazer testes, criar protótipos de produtos e serviços e, finalmente, implementar.

Reduzir as chances de erros e antecipar possíveis falhas é importante e faz parte do processo.

Além disso, não deixe de realizar o acompanhamento após a implementação de ideias, tarefas e produtos com feedback de colaboradores, clientes e fornecedores.

Como o Design Thinking pode ajudar no marketing?

O design thinking pode ser trabalhado em diversas áreas, inclusive no marketing. 

Afinal, um dos principais objetivos do marketing é agregar valor à marca e satisfazer os desejos do consumidor.

Estratégias como a utilização de mapas mentais, por exemplo, são grandes aliadas do design thinking e contribuem na compreensão da experiência do cliente.

3 aplicações do Design Thinking com Marketing:

Confira como o design thinking pode ser aplicado na prática diária do setor de marketing:

#1 Produção de Conteúdo

Pensar a produção do conteúdo  a partir do design thinking começa já nas referências utilizadas.

Não tenha medo de enriquecê-las. Isso ajuda a pensar em ideias que fogem do convencional.

Leve em consideração, também, a experiência do leitor ao ler aquele conteúdo e escreva de forma criativa, sempre colocando a experiência visual e sensorial como prioridade.

Avalie também em produzir conteúdos que estão sendo ditos ou em campanhas de branding para aparecer na mídia

#2 Branding

Aplicar o design Thinking dentro da área de branding envolve colocar as dores do cliente como questão central ao buscar o crescimento da sua marca.

O design thinking pode ajudar a criar uma linha visual de resolução de problemas, sempre levando em conta a comunicação entre as partes e o feedback dos envolvidos.

#3 Novos produtos e serviços

Será que os seus produtos e serviços realmente satisfazem todas as necessidades do cliente?

O quanto você está disposto a ouvir críticas em relação aos seus produtos e serviços, e alterá-los conforme as reais necessidades dos seus clientes?

Manter a cabeça aberta, e mais do que isso, incentivar que todos os envolvidos opinem sobre o que você oferece é parte do design thinking. 

Não tenha medo de usar essa abordagem para fazer produtos e serviços mais assertivos.

A própria entrega de brindes para clientes e colaboradores pode ser pensada de acordo com o design thinking. 

Tenha empatia e se coloque no lugar de quem vai receber aquele produto. 

Atitudes como essa permitem que você melhore a percepção dos seus clientes sobre a sua marca, desenvolva o seu branding e faça investimentos que dão retorno.

Conclusão

O design thinking e o marketing estão diretamente ligados e não poderia ser diferente. 

A técnica, afinal, é sobre pensar e resolver problemas de forma estratégica e de maneira global, valorizando diferentes opiniões.

Utilizar o design thinking, seja na gestão de uma empresa, seja na simples escolha de um brinde para os seus colaboradores pode – e deve – ser pensado.

E esse pensamento tem que ser de maneira inovadora a fim de resolver problemas e dar um passo rumo ao fortalecimento da sua marca.

Quer escolher brindes inovadores e úteis para clientes, colaboradores e parceiros? 

Conte com a gente e confira as nossas opções!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *