A Wikipedia está preocupada com a crise de confiança da sociedade

Blog, Notícias, Novidades 6 de novembro de 2019

katherine_maher_david_fitzgeraldweb_summit_via_sportsfileKatherine Maher, CEO da organização por trás da maior enciclopédia online do mundo, aproveitou sua participação no Web Summit, em Lisboa, para pedir ajuda

Fake news. Movimento antivacina. Diminuição nas assinaturas de jornais e revistas. Desconfiança completa na ciência. Essas são algumas das principais preocupações de Katherine Maher, CEO da Wikipedia, enciclopédia online mais acessada do mundo — são centenas de milhões de acessos por mês. Mesmo com os números, não há nada a se comemorar. Pelo menos, esse foi o tom escolhido pela executiva para abrir sua palestra no Web Summit, evento de inovação e tecnologia que acontece em Lisboa.

“Há quem diga que estamos numa crise de conhecimento. Eu discordo. As pessoas querem saber. Nosso site é prova disso. Eu acredito que há, na realidade, uma crise de confiança”, diz Katherine. E esse é, na sua visão, o verdadeiro problema. “Confiança é condição essencial para a sociedade contemporânea.” Para ela, é preciso confiar, seja na ciência ou na tecnologia. “Essa é a infraestrutura invisível que permite o funcionamento de um mundo globalizado.”

A crise de confiança atual seria culpa de setores da sociedade interessados em polarizar e “desacreditar” instituições, segundo Katherine. “Hoje, as pessoas preferem acreditar em histórias contadas por outras pessoas em vez de fatos sustentados pela ciência.” A consequência disso é grave, na sua opinião. “Essa crise prejudica a nossa sociedade, o nosso clima e o nosso futuro.”

E a Wikipedia nessa história?
Refletindo sobre essas questões, Katherine ressalta a importância da curiosidade. “Na Wikipedia, nós acreditamos em coisas impossíveis. A maior enciclopédia do mundo começou com um único verbete”, afirma. Para ela, o que faz das pessoas seres humanos não são células, mas sim a humanidade. “Eu não estou sozinha em acreditar que a humanidade está enraizada na curiosidade, nessa vontade intrínseca de saber mais e se conectar.” Seu exemplo máximo? Crianças. “Quem já lidou com elas em fase de aprendizado vê na prática o potencial do ser humano.”

Katherine defende que a Wikipedia pode representar a humanidade. “Ela é o testamento máximo de que a nossa curiosidade pode construir algo enorme.” Mesmo assim, Katherine pede paciência. “Em vez de mudarmos rápido e pularmos etapas, precisamos nos mover com calma para construir ideias sólidas que durem. A esperança para o futuro vem do trabalho em conjunto.”

*O jornalista viajou a convite da EDP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>