A cabeça de um redator

Blog, InformaMídia, Notícias 5 de outubro de 2017

asaPor Aline Barreto, via ADNews

Produzir conteúdo é uma arte que envolve muitos fatores, mas a principal delas é estar atento. É ficar de olhos bem abertos e ser influenciado pelo mundo a sua volta. Afinal, a influência é sempre algo que vem do exterior para o interior. Pode ser uma música, jogar videogame, conversar com outras pessoas, assistir a vídeos no Youtube, ouvir podcasts e etc. O importante é consumir outros conteúdos.

De maneira sincera, me responda: o que te influencia? Para mim, o que mais me influencia é a leitura. Ler é fundamental para criar. Mas não adianta ler somente pessoas cools do meio publicitário, é preciso estourar essa bolha. Afinal, ler essas pessoas traz realidade do nicho, mas não expande conteúdo. Ler é uma arte que vai além das entrelinhas publicitárias, é um processo evolutivo. Ler um livro, um texto filosófico, uma opinião, a notícia do dia. O que você faz com tudo isso no final do dia? Aprende.

Aprende a enxergar o mundo além dos “briefings” e “deadlines”. Aprende que por mais que aquele case fantástico tenha ganhado Cannes e apareceu em mídias especializadas como uma revolução, a roda não foi reinventada. Ajuda a aumentar a sua bagagem intelectual, ou seja, você desenvolve, evolui e no fim do dia, entende mais sobre o mundo.

Mas essa dica não é imposição, é importante que isso seja um processo. Se não é um hábito, comece a ler o que você gosta; até uma revista em quadrinho é uma leitura. Além disso, é essencial ser curioso. Se eu te perguntar “Por que a tampa da Bic é furada?”, você pode não ter essa resposta na ponta da língua, mas poderá pesquisar sobre o assunto. O Google ou qualquer outro site de busca é uma enciclopédia à distância de um clique (ou sendo mais moderna, um toque — por favor criem um termo melhor). Mas acima de ter a resposta, o bacana é fazer o questionamento.

O que é mais importante é SABER. Leia dados. Descubra como as coisas funcionam. Por que as coisas são dessa maneira. O que podemos mudar. Como as coisas se tornaram assim. Critique. Pense. Crie. Questione.

P.S.: A tampa da Bic possui um furo para evitar que pessoas se asfixiem com a tampa da caneta. Sim, elas existem. Certo dia, alguém leu que cerca de cem pessoas morrem todos os anos por asfixia após engolir tampas de caneta. E criou a tampa com furo. Coisa de publicitário, né?

Aline Barreto é Redatora Sênior da Jüssi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>